USINA DE PROCESSAMENTO DE RESÍDUOS - 2024

UPR do Samae já está em processo de funcionamento. Este é um projeto inovador realizado em São Bento do Sul, que visa transformar o lixo recolhido nas casas dos são-bentenses em diferentes tipos de materiais plásticos, como tijolos, tubos, pavers entre outros.

USINA DE PROCESSAMENTO DE RESÍDUOS - 2024
USINA DE PROCESSAMENTO DE RESÍDUOS - 2024
USINA DE PROCESSAMENTO DE RESÍDUOS - 2024
USINA DE PROCESSAMENTO DE RESÍDUOS - 2024

A Usina de Processamento de Resíduos (UPR) de São Bento do Sul voltou a operar neste ano, desta vez sob a responsabilidade da empresa Ecoeficiência Soluções Ambientais, de São José, que venceu o processo licitatório realizado pelo Samae.

A intenção é dar mais sobrevida ao aterro sanitário e, mais significativamente, proporcionar uma nova abordagem para o tratamento de resíduos, convertendo-os em fontes de energia, gases e outros produtos úteis.

O trabalho inicia com a separação do material em uma esteira. O que é reciclável, como alumínio, vidro, ferro, entre outros itens, é retirado e encaminhado para a Cooperativa de Catadores.

Os plásticos são separados para a produção de pavers e meio-fios, componentes essenciais para a infraestrutura urbana, enquanto a parte orgânica é compactada para alimentar o biodigestor.

O material restante, por sua vez, é transformado em CDR (Combustível Derivado de Resíduos) e posteriormente será enviado para cimenteiras para que seja utilizado como combustível nos fornos industriais.

Por enquanto, apenas uma parte do lixo produzido pelos munícipes está chegando até a Usina. Essa quantidade, embora em doses, está sendo cuidadosamente manuseada à medida que a equipe da Ecoeficiência se familiariza com os equipamentos, realiza manutenções preventivas e treina os colaboradores.

O contrato é de R$ 142 mil por mês para um turno de trabalho. Para dois turnos, o investimento subirá para R$ 192,5 mil/mensal.

A usina de reciclagem de São Bento do Sul foi reconhecida com o 1º lugar do prêmio Movimento Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) de Santa Catarina, na categoria Poder Público. A iniciativa da Prefeitura de São Bento do Sul, através do Samae, foi reconhecida pelo pioneirismo e impacto ambiental em cerimônia na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), em Florianópolis.